Registrar o filho com o mesmo nome do pai é feio ou bonito?

Muitas crianças no Brasil são registradas com o mesmo nome do pai, podendo ser batizadas também com o mesmo nome do avô.

A ideia de batizar o filho com o mesmo nome do pai ou do avô, não é considerado nada estranho e nem feio, no Brasil, é muito comum de ver isso.

Muitas pessoas gostam de fazer homenagens colocando no bebê o mesmo nome do papai, da mamãe ou dos avós. Normalmente, você já deve ter conhecido pessoas por nomes de João Filho, Lucas Filho, Gabriel Filho, João Neto, Carlos Neto, Roberto Filho e outros.

É natural que algumas crianças também sejam batizadas com nomes compostos herdados dos pais ou dos avós. Ex: Se o pai do bebê tem o nome de Luis, podendo o avô ter o nome de Miguel, unindo os dois nomes fica “Luis Miguel”. Se o bebê for menina, podendo o nome da mamãe combinar com o da vovó, pode também criar um nome composto para ela.
Ex: Isabela e Victória – Isabela Victória.

O filho da cantora Vanessa Camargo, herdou dois nomes, sendo um, do pai Marcos, o outro, vei do avô José, que é o Zezé de Camargo. A criança recebeu o nome de “José Marcos”. Essa foi uma homenagem que a cantora fez aos dois.

Por tanto, colocar no bebê o nome dos pais ou dos avós, não é nada estranho, nem feio e nem coisa cafona, é visto apenas como uma homenagem especial. É claro que nem todos concordam com isso, para alguns, isso é coisa do passado ou é coisa fora de moda. Mais cada um tem o direito de inspirar no que gosta.

Confira alguns nomes duplos:

* Marcos Felipe
* Matheus Eduardo
* Guilherme Emanuel
* Jorge Luis
* Daniel Rodrigo
* Isabela Susana
* Laura Manoela
* Victória Carine
* Adriana Joaquina
* Márcia Rosiane

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *